photo sharing and upload picture albums photo forums search pictures popular photos photography help login
Dias dos Reis | all galleries >> FOTOS DE PORTUGAL >> Distrito de Lisboa >> LISBOA >> LISBOA - A Estatuária > Gomes Eanes de Azurara
previous | next
Gomes Eanes de Azurara
09-JUN-2009

Gomes Eanes de Azurara


Comendador da ordem de Cristo, cronista-mor do reino e guarda-mor do Arquivo Real da Torre do Tombo.

Dizem os seus biógrafos que ele tomara o apelido de que usou, da vila em que nasceu, dando-o uns por natural de Azurara do Minho, e outros por de Azurara da Beira, o que parece mais exato, conforme se lê no Instituto, de Coimbra, vol. IX, pág. 72 e 107. Alexandre Herculano, no seu artigo, publicado no Panorama, vol. 3.º de 1839, a pág. 250, diz ser Gomes Eanes filho de João Eanes de Azurara, bispo de Évora e de Coimbra; que entrou, sendo mancebo, na ordem de cavalaria de Cristo, onde chegou a ter o grau de comendador de Alcains, a qual comenda possuía em 1454, e que depois trocou pelas do Pinheiro Grande e da Granja de Ulmeiro, que se vê serem suas pelos anos de 1459. «Parece, diz o grande historiador, que durante a sua mocidade Gomes Eanes, segundo o costume dos cavaleiros daqueles tempos, se ocupou inteiramente no exercício das armas, sem curar de instruir-se nas boas letras. Verdade é que o abade Barbosa o faz erudito na história desde mancebo; mas o mestre Mateus de Pisano, seu contemporâneo, precetor de D. Afonso V, e autor duma crónica da conquista de Ceuta, escrita em latim, diz que sendo já de idade madura se aplicara ao estudo, mas que até então fora inteiramente hóspede em literatura. Foi depois desta época que Eanes entrou no serviço do rei D. Afonso, como guarda da Torre do Tombo, segundo se colhe da carta de sua nomeação passada a 6 de Junho de 1454, como bibliotecário da livraria real fundada por aquele monarca, do que nos informa mestre Mateus na obra já citada; e como encarregado de escrever varias crónicas das coisas portuguesas, conforme o diz o próprio Azurara no capítulo II da crónica do conde D. Pedro de Menezes.» São incertas todas as datas relativas à vida deste nosso cronista. Não se sabe o ano em que nasceu nem o em que morreu; os seus biógrafos limitam-se a dizer que vivia ainda em 1473, porque aparecem certidões passadas por ele neste anuo.

( http://www.arqnet.pt/dicionario/azuraragomes.html )


other sizes: small medium large original
comment | share